Connect with us

Incidentes

Manutenção de fachada: homem fica pendurado a 70 metros por 40 minutos

Publicado

em

Cuidados e garantias que o síndico deve ter na contratação de serviços de manutenção de fachada

No último dia 17, um homem foi resgatado do alto de um prédio no bairro da Vila Mariana, zona sul da capital paulista, após ficar pendurado em uma cadeira por cerca de 40 minutos, a 70 metros, no vigésimo quinto andar do edifício. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a cadeira em que ele estava travou enquanto realizava a manutenção da fachada.

Este tipo de serviço é uma demanda necessária e obrigatória. Na cidade de São Paulo, por exemplo, prédios têm a obrigação de lavar e pintar suas fachadas a cada cinco anos e seu descumprimento pode acarretar em multas aos proprietários, é o que diz a lei municipal Nº 10.518, de 16 de maio de 1988:

Art. 1º As fachadas dos prédios, visíveis de logradouros públicos, quaisquer que sejam os usos naqueles instalados, deverão ser pintadas ou lavadas, em conformidade com os respectivos revestimentos, no mínimo a cada 5 anos, de modo a ostentarem adequadas condições estéticas.

Além disso, uma fachada bonita pode elevar o valor de compra em até 40% segundo especialistas. Ninguém gosta de morar em um lugar “caindo aos pedaços” não é mesmo? Uma questão estética, mas que exige cuidados principalmente com a segurança daqueles que realizarão o serviço.

 

Quais os cuidados e garantias que você síndico deve ter na contratação desse tipo de serviço?

Primeira dica é: antecipe-se! Esse tipo de trabalho mexe com a rotina do condomínio e gera um custo extra, então, verifique quando foi feita a última manutenção da fachada de seu prédio e, se a próxima reforma estiver perto (verifique o que dizem as leis em seu município), leve o assunto já para a próxima assembleia. Nesse encontro, será definido pelos votos de maioria simples a quantia destinada para a reforma e a forma de rateio.

Segunda dica é: verificar as necessidades apresentadas pela sua fachada e encaixá-las dentro de seu orçamento. Alguns prédios, com apenas boa pintura ficam como novos, outros, visivelmente deteriorados, precisam bem mais do que tinta. Caso haja mudança no projeto arquitetônico lembre-se que você precisa consultar o arquiteto responsável pelo projeto original antes de quaisquer mudanças. Por via das dúvidas, consulte um especialista se for esse o seu caso.

Terceiro e mais importante dica: contrate uma empresa de confiança, pois de nada adianta ter dinheiro em caixa e um bom projeto de reforma/manutenção se quem vai aplica-lo não o fizer de forma adequada. Faça uma pesquisa, consulte outros condomínios, pedindo até mesmo algumas indicações. Verifique o histórico da empresa, todos os serviços já realizados por ela e se a mesma responde a processos na justiça. Agende uma reunião com representantes da empresa e verifique se o serviço oferecido está alinhado ao que você precisa.

Durante a realização dos trabalhos, verifique se os trabalhadores estão devidamente equipados para a realização de suas funções, podendo até exigir certificados que comprove serem pessoas qualificadas para tal. Exija que todos estejam com os equipamentos de proteção individual (EPI) e coletivo.

Não sabe quais são? No site do Ministério do Trabalho você encontra uma cartilha com o título ‘Segurança em Serviços de Manutenção de Fachadas’. Nela, você pode consultar esses equipamentos e todas as exigências para a realização desse tipo de reforma.

 

 

Autor

Rafael Alves

Portal de noticias, artigos e apoio para Síndico e Administradoras, bem como Cursos e Eventos no segmento condominial. Realizamos e facilitamos a interação entre Síndicos, Administradoras, profissionais do mercado condominial e Empresas do segmento. Colaboradores: - Elizabete Letielas - Rafael Alves

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2021 Sindiconline . Todos os direitos reservados