Connect with us

Incidentes

Piscina desaba em condomínio de luxo no ES: assista ao momento

Publicado

em

Piscina desaba sobre a garagem de um condomínio de luxo no ES

Na última quinta-feira (22/04) a piscina de um prédio residencial de luxo em Vila Velha, Espírito Santo, desabou sobre a garagem do local, alagando o andar debaixo, danificando carros de moradores e deixando partes da estrutura desabada na rua. Câmeras de segurança do edifício registraram o momento da queda da piscina na garagem:

 

 

Piscina desaba em condomínio

O acidente aconteceu por volta das 22h e nenhum morador ficou ferido. O prédio foi evacuado e alguns moradores deixaram o lugar sem levar nada, por conta do susto. Além disso, a orla do bairro foi interditada pela Defesa Civil, que organizou uma vistoria no local na sexta-feira, 23/04.

A piscina que cedeu tinha 25 metros e estava localizada na área de lazer. O fato de ser aquecida fez com que um cheiro forte de gás tomasse conta do local após o desabamento, segundo relatos de moradores. Logo após o desmoronamento o fornecimento de gás e água foram suspensos.

O que levou a queda foi o fato de o aço que segurava o fundo da piscina não estar preso, segundo perícia do CREA-ES (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo).

O CREA-ES também informou que o desabamento afetou o piso do subsolo e as colunas do prédio. O projeto de reforço será feito pela construtora responsável pelo prédio e terá fiscalização do órgão para que tudo ocorra o mais rápido possível e com reforço para volta dos moradores.

 

A estrutura do local

Com 90 apartamentos e cerca de 270 moradores, o edifício Parador ficava em frente à Praia de Itaparica e havia sido construído em 2018 pela construtora Argo, que cobra por suas unidades o valor de aproximadamente R$ 1 milhão.

Pelo valor é possível entender que o Parador Residence é um prédio de alto padrão. Suas acomodações contam com um resort spa e acabamento luxuoso. Suas plantas variam de 112 a 201m².

 

A palavra da construtora Argo

Em nota, a Argo esclareceu que irá arcar com todos os custos dos moradores com o hotel e que prestou e mantém toda assistência necessária às famílias do prédio.

A construtora também afirmou colaborar com as autoridades e órgãos competentes. Ainda na nota, informaram que a desocupação das torres foi uma iniciativa preventiva, até que todas as avaliações necessárias fossem realizadas.

Retorno dos moradores

A volta dos moradores a seus apartamentos acontecerá até terça-feira (27/04), pois de acordo com o parecer da Defesa Civil a estrutura da edificação não sofreu com o ocorrido.

O retorno, de acordo com a Argo, irá resguardar a segurança dos moradores, evitando aglomerações e o alto fluxo de prestadores de serviços nesse momento de pandemia.

 

 

 

 

Da Redação – por Elizabet Letielas

Portal de noticias, artigos e apoio para Síndico e Administradoras, bem como Cursos e Eventos no segmento condominial. Realizamos e facilitamos a interação entre Síndicos, Administradoras, profissionais do mercado condominial e Empresas do segmento. Colaboradores: - Elizabete Letielas - Rafael Alves

Continue Reading
Click to comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2021 Sindiconline . Todos os direitos reservados